Este aparelho medidor de IR (Infravermelho) é comum em lojas de películas, você já deve ter visto vendedores e distribuidores utilizando para comparar produtos e suas performances mas ele vale como uma avaliação de qualidade na rejeição de energia solar? A resposta é não.
Embora pareça que este aparelho possui uma capacidade técnica, ele pode te confundir na hora de escolher uma película de qualidade.
Isso, porque embora ele avalie corretamente, ele oferece uma parcela da informação e não a informação completa.

Como funciona o medidor de IR.

Primeiramente para entender o medidor, devemos entender como funcionam os raios IR.

regua do medidor de ir

Em resumo, os raios Infravermelhos são medidos numa “régua” que vai de 800nm até 2500nm e essa régua encobre todo a radiação.
O que não te contaram, é que o medidor vai trabalhar somente dentro de 1 faixa desta régua.

Quando falamos de películas testadas em laboratório, elas dão o resultado médio da performance em todas as faixas da radiação. Por exemplo, a película ASWF diminui 97% do IR em todas as faixas desta radiação, com o teste feito em laboratório e confirmado por um órgão responsável, como o NFRC por exemplo.

O risco de usar esse equipamento, é que embora pareça que um produto possui uma qualidade maior que outro, ele provavelmente vai possuir uma redução de IR maior na faixa que a máquina registra.
Isso acontece coincidentemente em materiais chineses e sem procedência, que por muitas vezes, é do mesmo fabricante que desenvolvem o medidor.

Mas a realidade, é que a rejeição de raios infravermelhos e o conforto promovido pela película, não vão ser nem próximos aos 99% de IR que a máquina pode medir em alguns produtos. Isso se torna um problema por que o aparelho pode valorizar um produto ruim porque especificamente naquela faixa ele apresenta boa performance.

Exemplo: uma película possui 50% de redução de IR mas na faixa que o aparelho testa, ela trabalha 95%.
O resultado final do aparelho fica 95% de redução de IR, dá pra confiar nesse resultado?

Então como confiar e comparar?

É importante saber comparar esses produtos, e para comparar películas, a melhor saída é ver o boletim técnico dela e procurar por órgãos que certifiquem que a informação no boletim técnico é autêntica.

Uma película deve ser avaliada através do seu desempenho em todas as faixas de modo que a média delas, seja o dado a ser considerado.

O aparelho não é um laboratório, você não precisa parar de utilizar, só precisa saber que a informação que aparece ali, não é 100% confiável nesse quesito.