Você vê bolhas, talvez um pouco de distorção e acha muitos defeitos… E agora? Será que sua película foi bem aplicada? Estamos aqui para te esclarecer tudo, o que é normal ou não, além de te deixar tranquilo em relação a aplicação.

Em primeiro lugar, é importante lembrar que a película instalada não tem as mesmas propriedades visuais do próprio vidro, ou seja, dificilmente você não encontrará nenhum defeito.

#ADESÃO

Uma vez que o material está instalado, o excesso de água deve ser retirado por um rodo específico, mas é inevitável que fique algum resíduo entre o vidro e o film. Por isso, existe o “tempo de cura do adesivo”, que é o período que leva para que essa eventual sobra de água seque. O tempo pode se estender ou ser reduzido por influência das condições climáticas.

 

#QUALIDADE ÓPTICA

Os efeitos durante a cura, como bolhas de água, distorção ou neblina relacionadas a água, não devem ser consideradas defeitos.

A tabela abaixo, fornece um guia sobre típicos tempos de cura.

O vidro com film aplicado deve ser visto em um ângulo reto com vidro do lado interno, a uma distância não inferior a 2 metros. Deve ser realizada à luz natural do dia e não a luz solar direta, avaliando a área de visão normal com exceção de 50mm nas bordas ou laterais da peça.

#O QUE CONSIDERAR ACEITÁVEL?

Os defeitos descritos neste parágrafo, devem ser aceitáveis se forem discretos (os efeitos citados a cima, relativos ao tempo de cura não devem ser considerados): partículas de sujeira, cabelo e/ou fibras, adesivo em gel, impressões digitais, bolhas de ar, neblina de água, riscos e/ou arranhões, distorção do filme, vincos, borda levantada e cortes.

Pode-se inspecionar após 1 dia da instalação. O aparecimento de manchas deve ser avaliado, sob as condições de iluminação descritas anteriormente.

#AINDA TENHO DÚVIDAS
Se você ainda tem dúvidas, o melhor a se fazer é procurar por quem realizou a aplicação, e assim, esclarecer todos os pontos para ver se há necessidade de troca da película.

#FONTES

Todas as informações contidas aqui, são baseadas nas Normas Internacionais de Aplicação adaptado pelo International Window Film Association e na experiência do nosso Técnico Reginaldo Moraes.

#REGINALDO MORAES
Reginaldo Moraes tem experiência no ramo há 28 anos e é técnico em Películas para Vidros, participou de diversos campeonatos no segmento, carregando consigo o título de Campeão Brasileiro na categoria FAST do CAMBAWF, atualmente participa como juiz. Fora do país, é o brasileiro melhor colocado no Campeonato Mundial de Window Film, ficando em 41ª lugar. Além disto, ministra cursos de aplicação e é colunista da Window Film Magazine.

 
#QUER SABER MAIS?

Os Parceiros R5 tem acesso ao documento completo, basta fazer a sua solicitação ao nosso setor de marketing.